Última hora

Última hora

Economia russa desacelerou em 2012

Em leitura:

Economia russa desacelerou em 2012

Tamanho do texto Aa Aa

É oficial, a economia russa arrefeceu em 2012. Os dados do crescimento do gabinete russo de estatísticas revelam-se inferiores às estimativas dos analistas e do governo.

A queda no aumento da produção industrial, a contração do setor agrícola e o recuo dos investimentos levaram a que o PIB da Rússia crescesse 3,4% em dois mil e doze. Foi o pior desempenho em quatro anos e representa um recuo de quase 1% face a 2011.

Para este ano, o governo prevê um crescimento de 5%, um objetivo irrealista, segundo os analistas.

A desaceleração do PIB inquieta o presidente russo a tal ponto que o governo prometeu um vasto programa de investimento em infraestruturas.

Na reunião governamental, Vladimir Putin constatou: “Se queremos ser competitivos e resolver os problemas sociais, a economia russa tem de crescer mais do que a economia mundial. Vimos que a desaceleração da Rússia ocorreu no segundo semestre de 2012. O crescimento da produção industrial ficou abaixo dos 2%, em termos anuais, e o investimento empresarial está também a desacelerar”.

Para o FMI, a Rússia regista já o máximo do crescimento possível, face ao atual modelo económico, centrado nas exportações energéticas. As vendas à Europa deverão estagnar este ano, com o impacto da recessão na procura europeia.

Há também a questão da política orçamental.

Após o aumento das despesas no ano passado, o país deverá registar este ano um défice de 0,8%, apesar dos elevados preços do petróleo e gás.