Última hora

Última hora

Egípcios assinam acordo contra a violência

Em leitura:

Egípcios assinam acordo contra a violência

Tamanho do texto Aa Aa

Forças políticas rivais egípcias assinaram um acordo, com o objectivo de restabelecer a paz e acabar com a violência que afecta o país.

O acordo foi estabelecido, depois de uma reunião que se prolongou, por todo o dia, de quinta-feira.

Foi assinado pela Frente de Salvação Nacional, Partido da Liberdade e da Justiça, Irmãos Muçulmanos, grupos independentes e religiosos.

“Este documento, que teve o nosso acordo durante esta reunião, afirma claramente a rejeição de qualquer tipo de violência. Todos aqueles que estiveram presentes, de todas as origens, ideologias e partidos concordaram com este documento”, disse o lider do Partido da Liberdade e da Justiça.

ElBaradei, lider da Frente de Salvação Nacional, corroborou:

“Nós saímos desta reunião com algum optimismo,
apesar de termos uma série de desafios pela frente. Cada um de nós acredita que o destino do Egito está à beira da desgraça e que cada um tem de usar todo o seu poder, para construir a confiança, entre os diferentes grupos do Egito”.

O balanço desta onda de violência está feito. Pelo menos 56 pessoas morreram, desde a passagem do segundo aniversário da queda de Hosni Mubarack.

As manifestações multiplicaram-se, contestando também a ação do presidente Mohamed Morsi, apoiado pelos Irmãos Muçulmanos.

No documento aprovado esta quinta-feira, afirma-se que “o Estado e o seu aparelho de segurança têm a responsabilidade de proteger os cidadãos”.