Última hora

Última hora

Explosão na Cidade do México faz pelo menos 32 mortos

Em leitura:

Explosão na Cidade do México faz pelo menos 32 mortos

Tamanho do texto Aa Aa

Continuam por apurar as causas da violenta explosão na Cidade do México que fez pelo menos 32 mortos e mais de uma centena de feridos.

Equipas de socorristas, com recurso a cães, militares, bombeiros e polícia, num total de mais de 350 pessoas, prosseguem as operações de resgate na sede da Petroleos Mexicanos, a Pemex, na esperança de encontrar mais sobreviventes da tragédia ocorrida na quinta-feira.

O edifício B2 do complexo que serve de sede à petrolífera estatal, um arranha-céus de 54 andares com mais de 200 metros de altura, foi abalado por uma violenta explosão, cerca das quatro da tarde, 22 horas em Lisboa, quando a maior parte dos 3500 funcionários se preparavam para regressar a casa.

Segundo o presidente da Pemex, as primeiras investigações apontam para um acidente, mas nenhuma hipótese está a ser descartada.

O presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, visitou o local da explosão e hospitais onde permanecem internadas cerca de 50 das mais de 120 pessoas que ficaram feridas.

A tragédia poderá ter sido provocada pela acumulação de gás ou pela explosão de uma caldeira a gás, segundo as primeiras informações avançadas pelos meios de comunicação mexicanos.

A Pemex é a quarta maior petrolífera do mundo, com uma produção diária de 2,5 milhões de barris e um longo historial de acidentes. Em setembro, 30 pessoas morreram numa explosão num campo de gás da companhia estatal no norte do México