Última hora

Última hora

Hillary Clinton abandona a política

Em leitura:

Hillary Clinton abandona a política

Tamanho do texto Aa Aa

Hillary Clinton, no momento de abandonar do Departamento de Estado norte-americano, manifestou o seu desejo de férias políticas.

Uma declarações que, segundos alguns analistas, afasta a expectativa de uma futura candidatura presidencial, em 2016.

Na hora da despedida, diz que deixou uma América mais forte:

“A América é hoje mais forte internamente e mais respeitada no mundo. E a nossa liderança global assenta sobre uma base mais firme do que muitos tinham previsto”.

Uma ação diplomática que se saldou pela visita a 112 países.

A generalidade dos analistas também reconhece o seu bom trabalho.

Susan Glasser diz que Hillary Clinton silenciou os críticos e ficou cotada entre os melhores políticos americanos:

“Agora, ela é reconhecida por ter feito um grande trabalho – os seus índices de aprovação estão entre os mais elevados da política americana, em qualquer parte. Ao mesmo tempo, muito poucas pessoas podem criticar as realizações concretas que ela teve, neste mandato. Em certa medida, isso reflete o que é o trabalho do secretário de Estado neste momento”.

O Senado aprovou, entretanto, por larga maioria, a nomeação de John Kerry, para substituir Hillary Clinton.

A passagem do testemunho foi afetuosa.

Esta despedida foi emocionalmente marcada pelos recentes incidentes de saúde de Hillary Clinton.