Última hora

Última hora

Novas manifestações anti-Morsi em várias cidades egípcias

Em leitura:

Novas manifestações anti-Morsi em várias cidades egípcias

Tamanho do texto Aa Aa

A capital egípcia volta a ser palco de violência. Junto ao palácio presidencial, a polícia anti-motim respondeu com canhões de água e tiros para o ar às pedras e “cocktails molotov” lançados por manifestantes.

Milhares de egípcios desfilaram no Cairo e noutras cidades do país, com palavras de ordem contra o presidente Mohammed Morsi, que
acusam de “monopolizar” todos os poderes, apoiado pela Irmandade Muçulmana.

Um manifestante afirma que não assistiu ainda “à realização de nenhum dos objetivos da revolução” e que o regime atual “é uma continuação do anterior”.

Outra egípcia diz que a nova Constituição “não contempla os Direitos Humanos das mulheres. Não há educação ou segurança social para ninguém”.

Em Port Said, o protesto coincidiu com o primeiro aniversário do motim no estádio de futebol da cidade, que se saldou em 70 mortos. Muitos manifestantes criticavam a condenação à morte de 21 adeptos.

Port Said foi palco dos piores episódios de violência da última semana. As manifestações que marcaram o segundo aniversário da queda de Hosni Mubarak saldaram-se em 56 mortos.