Última hora

Última hora

Vídeo de manifestante agredido pela polícia choca o Egito

Em leitura:

Vídeo de manifestante agredido pela polícia choca o Egito

Tamanho do texto Aa Aa

Imagens de brutalidade policial voltam a embaraçar o poder egípcio, face a uma crescente vaga de contestação.

Durante as manifestações de sexta-feira contra o presidente Mohammed Morsi, foi registado um vídeo onde um homem é agredido por polícias anti-motim, que o despem e lhe batem com matracas, enquanto este continua caído no solo.

Em comunicado, o presidente egípcio declarou-se “triste face às imagens chocantes de alguns polícias que tratam um manifestante de uma forma que não é conforme à dignidade humana e aos Direitos Humanos”.

O ministério do Interior apresentou desculpas, evocando um “ato isolado” e anunciando a abertura de um inquérito.

Nas ruas do Cairo o clima é de indignação. Um egípcio afirma que “da perspetiva dos Direitos Humanos, não há qualquer razão que justifique um ataque desta forma contra qualquer ser humano. Deviam detê-lo diretamente, em vez de o agredirem”.

Outro residente da capital pergunta o que sentiriam “os agentes que cometeram este ato, se um dia um familiar se visse exposto ao mesmo tipo de agressão. Devemos condenar o que aconteceu, mesmo se a pessoa em questão era um ladrão ou bandido”.

A oposição que, esta sexta-feira, voltou a apelar a protestos contra a deriva autoritária de Morsi, pediu a demissão do ministro do Interior, evocando métodos típicos da era de Mubarak.