Última hora

Última hora

Síria discute com China possibilidade de aceitar diálogo com rebeldes

Em leitura:

Síria discute com China possibilidade de aceitar diálogo com rebeldes

Tamanho do texto Aa Aa

Os rebeldes sírios afirmam ter abatido mais um avião da força aérea do país, durante o fim de semana.

Num vídeo publicado ontem, a “brigada dos filhos de Hama” reivindica o ataque contra um aparelho aparelho Mig23, sobre a cidade onde o regime prossegue os bombardeamentos sobre as posições rebeldes.

Um novo sinal da progressão dos rebeldes, num momento em que Damasco tem um novo inimigo no conflito – Israel.

O presidente Bashar Al-Assad acusou ontem Israel de “desestabilizar o país”, durante uma reunião com o representante do conselho nacional de segurança iraniano, Saeed Jalili, em Damasco.

Jalili afirmou por seu lado que, “Israel arrepender-se-à de ter atacado solo sírio”, na semana passada. Uma ação que, segundo algumas fontes, teria visado uma fábrica de produção de armas químicas.

Em paralelo, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros sírio iniciou hoje uma visita de quatro dias à aliada China para discutir a situação no terreno, depois da oposição ter afirmado estar disponível para iniciar negociações.

Os rebeldes sírios libertaram, esta segunda feira, dois reféns russos e um refém italiano, sequestrados há dois meses em Homs, em troca da libertação de três combatentes detidos pelo regime.