Última hora

Última hora

Violador belga quer liberdade condicional

Em leitura:

Violador belga quer liberdade condicional

Tamanho do texto Aa Aa

O belga Marc Dutroux, condenado a prisão perpétua por rapto e violação de seis raparigas, quatro das quais foram assassinadas, apresenta, esta segunda-feira, um pedido de liberdade condicional.

Em Agosto, a ex-mulher de Dutroux, condenada por cumplicidade nos crimes, tinha sido já libertada e permanece em liberdade condicional, num convento de freiras.

Quanto à libertação de Dutroux uma belga afirma:

“Ele não deve ser liberado se ainda não cumpriu a pena toda. Num caso como este penso que não deve ser libertado. Noutros casos talvez, mas não num caso como este.”

O advogado de defesa, Pierre Deutsch, tem uma opinião, totalmente, diferente. Acredita que a população já vê a situação de uma maneira diferente:

“A grande maioria da população aceita melhor do que se possa imaginar mas, é verdade que alguns malucos querem fazer-lhe mal, ele está ciente disso, e é por isso que não vou dizer para onde ele pode ir se um dia for libertado.”

Três das vítimas avançaram com uma queixa no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos. Recusam a sua libertação e exigem que o Estado belga seja obrigado a consultar as vítimas em situações como esta.