Última hora

Última hora

Bulgária acusa Hezbollah pelo atentado de Burgas

Em leitura:

Bulgária acusa Hezbollah pelo atentado de Burgas

Tamanho do texto Aa Aa

A Bulgária acusou o movimento xiita libanês Hezbollah de ter cometido o atentado bombista que fez seis mortos, entre os quais cinco israelitas, na cidade de Burgas em Julho do ano passado.

Segundo as autoridades búlgaras, três pessoas estiveram implicadas no atentado, duas das quais tinham passaporte australiano e canadiano.

O ministro do Interior explicou que existem provas de “transferências financeiras e ligações entre o Hezbollah e dois dos suspeitos. A hipótese de trabalho é que estas duas pessoas, cuja identidade foi estabelecida, pertenciam ao braço militar do Hezbollah”.

Israel já tinha atribuído o atentado suicida de Burgas ao movimento xiita libanês e ao aliado Irão. Para Telavive, o anúncio de Sófia confirma que Teerão e o Hezbollah conduzem uma “campanha terrorista à escala mundial”.

Segundo os analistas, a designação do Hezbollah por parte da Bulgária pode oferecer aos Estados Unidos o argumento de peso para convencer a União Europeia a incluir o movimento xiita libanês na lista negra de organizações terroristas, tal como já fez Washington.