Última hora

Última hora

Republicanos rejeitam plano temporário de Obama

Em leitura:

Republicanos rejeitam plano temporário de Obama

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama pediu ao congresso a aprovação de um plano temporário de cortes orçamentais e reformas fiscais. O presidente dos Estados Unidos pretende adiar os cortes automáticos previstos para dia 1 de março devido ao limite do endividamento público.

Obama sublinhou que a economia não suporta enormes cortes na Defesa e noutros programas do governo e que é preciso encontrar uma solução orçamental definitiva.

“A nossa economia vai na direção certa e vai continuar assim, desde que Washington não dê mais tiros no pé. Por isso vamos continuar a abordar este problema juntos – como democratas e republicanos – para dar aos nossos trabalhadores e às nossas empresas o apoio que precisam para prosperar nos meses adiante”, declarou o presidente numa conferência de imprensa.

A proposta foi de imediato rejeitada pelos republicanos, que recusam aumentar os impostos depois de o terem feito para os cidadãos mais ricos.

Os cortes automáticos no orçamento de Estado deveriam ter acontecido no início de janeiro, mas um acordo de última hora permitiu adiar o mecanismo para março.