Última hora

Última hora

Ativista antimafia imola-se pelo fogo em Milão

Em leitura:

Ativista antimafia imola-se pelo fogo em Milão

Tamanho do texto Aa Aa

Um ato de desespero do presidente de uma associação de luta contra a extorsão mafiosa em Itália. Frediano Manzi imolou-se pelo fogo, ontem à noite, à porta da delegação de Milão da televisão pública italiana (RAI).

Manzi, que se encontra hospitalizado em estado grave, teria tentado, sem sucesso, entrar em contato com os responsáveis do telejornal da RAI para denunciar a situação das vítimas de extorsão em Itália.

Um ato que para o jornalista italiano Nello Scavo, especialista no tema da extorsão mafiosa, reflete, “as dificuldades concretas de famílias e pequenas empresas, pois em Itália não é possível para os cidadãos ou famílias, terem acesso a fundos de compensação para vítimas de extorsão. É ligeiramente mais fácil para as empresas. Infelizmente, em Itália, a maiora das vítimas, por causa da crise económica, são famílias que não conseguem obter empréstimos através dos bancos e que se viram para esta forma ilegal e clandestina de crédito”.

Frediano Manzi tinha sido condenado, em outubro, a um ano de prisão, depois de ter fingido um ataque contra ele, para poder obter uma indemnização para uma vítima de um incêndio criminoso, à beira da bancarrota.