Última hora

Última hora

Tunisinos paralisam país para protestar contra assassinato político

Em leitura:

Tunisinos paralisam país para protestar contra assassinato político

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas protestam nas ruas de Tunis após o assassinato do líder da oposição, Chokri Belaid abatido a tiro esta manhã.

A sede do partido islamista no poder foi atacada pelos manifestantes que apontam o líder do Ennahda como responsável pelo crime.

A polícia reagiu lançando bombas de gás lacrimogêneo contra os manifestantes de Sidi Bouzid.

Chokri Belaid, de 48 anos, líder da oposição de esquerda e duro crítico do governo atual, criou uma coligação de partidos, a Frente Popular, que se apresenta como uma alternativa ao poder.

A violência social e política se multiplicou no país nos últimos meses. Vários partidos da oposição e sindicalistas acusaram milícias pró-islâmicas de ataques contra os opositores

A ausência de um compromisso sobre a futura Constituição bloqueia a organização de novas eleições.

A coligação no poder dirigida pelo Ennahda atravessa uma grave crise, já que seus dois aliados de centro-esquerda, Ettalatol e o Congresso para a República, exigem uma ampla remodelação ministerial para retirar os islamitas dos principais ministérios.