Última hora

Última hora

Visita de Ahmadinejad ao Egito inflama tensões diplomáticas e religiosas

Em leitura:

Visita de Ahmadinejad ao Egito inflama tensões diplomáticas e religiosas

Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes dos países da organização da conferência islâmica estão reunidos entre hoje e amanhã no Cairo para discutir a situação na Síria.

Um projeto de comunicado final, avançado pelas agências de notícias, prevê um apoio da organização ao processo de negociações, proposto pelo principal grupo da oposição síria.

A cimeira é marcada pela presença do presidente iraniano no país, símbolo da reaproximação entre o Cairo e Teerão. Uma presença incómoda para os setores laicos, depois de um manifestante ter tentado atacar Mahmoud Ahmadinejad, com um sapato, à saída de uma mesquita na capital.

A visita suscita igualmente tensões junto da comunidade religiosa sunita, depois de um imã egípcio ter acusado os xiitas iranianos de atentarem contra o profeta.

No plano diplomático, o reatar das relações entre os dois países, depois de 30 anos do regime de Mubarak, preocupa quer os aliados árabes e ocidentais do egito, quer a vizinha israel.

O presidente Mohamed Morsi garantiu que a reaproximação tem objetivos diplomáticos bem definidos, nomeadamente as questões síria e palestiniana.