Última hora

Última hora

Caos e incerteza ameaçam o futuro da Tunísia

Em leitura:

Caos e incerteza ameaçam o futuro da Tunísia

Tamanho do texto Aa Aa

Crise política na Tunísia depois do assassinato do líder da oposição cujo enterro está previsto para esta sexta feira.

As forças de segurança redobraram a vigilância perante o clima de tensão que tomou conta das ruas.

O partido islamista Ennahda, principal parceiro da coligação no poder rejeitou a formação de um Governo de salvação nacional, composto por tecnocratas.

Um dos líderes da oposiçao responde que será necessária a demissão de todo o executivo incluindo do primeiro ministro.

“Este governo não tem um papel a desempenhar no nosso país mais. Temos que pedir a demissão desta equipa para a criação de um novo executivo que irá conduzir o país pelo resto do período de transição.”

A crise política lança ainda mais incertezas sobre aprovação de uma nova Constituição, que está há 15 meses em discussão.

A contestação nas ruas e o descontentamento poderá assim continuar e mesmo agravar-se face à crise económica e à frustração de milhares de jovens sem perspectivas de futuro.