Última hora

Última hora

Ministra alemã demite-se por alegado plágio

Em leitura:

Ministra alemã demite-se por alegado plágio

Tamanho do texto Aa Aa

A ministra da Educação alemã demitiu-se, depois de lhe ter sido retirado o doutoramento por causa de um alegado plágio.

Annette Schavan, uma das figuras do governo mais próximas da chanceler Angela Merkel, ficou sem o doutoramento 30 anos depois. A Universidade de Dusseldorf acusa-a de ter copiado uma grande parte da tese.

A agora ex-ministra decidiu contestar, em tribunal, a decisão da Universidade: “Quando um ministro da Educação enfrenta uma universidade, isso cria grandes tensões para o meu posto, para o ministério, para o governo e para a CDU. Eu quero evitar isso a todo o custo e este posto não pode ser perturbado”, disse Schavan.

Anette Schavan ocupava também a pasta da Pesquisa. Há vários dias que a imprensa alemã especulava sobre uma possível demissão da ministra. A sucessora no cargo é também uma mulher, Joanna Wanka, ministra da Ciência e Cultura da Baixa Saxónia.