Última hora

Última hora

Tribunal decreta prisão domiciliária para responsável da oposição na Rússia

Em leitura:

Tribunal decreta prisão domiciliária para responsável da oposição na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Prisão domiciliária para Serguei Udaltsov. Um tribunal de Moscovo agravou as medidas cautelares em relação ao líder da oposição de extrema-esquerda, na Rússia, no quadro o processo por organização e instigação da desordem pública, que pode valer um pena de 10 anos de prisão a Udaltsov.

O tribunal Basmanny, em Moscovo, considerou existir risco de fuga para o estrangeiro e que Udaltsov não cumpriu com as condições do termo de identidade e residência a que já estava sujeito, decretando a prisão domiciliária até 6 de abril.

Para a advogada de Udaltsov, o tribunal é uma marioneta do Kremlin. Os processos das Pussy Riot ou de Khodorkovski foram julgados nesta mesma comarca.

Udaltsov também fica proibido de utilizar o telefone, a internet e só pode comunicar com os seus familiares.

A acusação contra o líder da Frente de esquerda tem por base uma reportagem de uma televisão pró-Kremlin, filmada com câmaras ocultas, que insinua que Udaltsov e outros opositores se preparavam para tomar o poder pela força.

Udaltsov, que já foi detido várias vezes, nega todas as acusações e afirma que o objetivo das autoridades é impedi-lo de falar em público.