Última hora

Última hora

Fraude alimentar: Quem são os culpados?

Em leitura:

Fraude alimentar: Quem são os culpados?

Tamanho do texto Aa Aa

Os responsáveis devem ser punidos é o que pedem todos os países envolvidos no escândalo das refeições Findus confecionadas com carne de cavalo em vez de vaca. Mas quem são os culpados? A Holanda é o último país a abrir um inquérito para apurar a eventual implicação de empresas holandesas no caso.

Já do lado das autoridades europeias a prioridade é tranquilizar os consumidores, garantindo que não existe uma crise sanitária. O comissário Europeu para o Mercado Interno, Michel Barnier, defende: “O que sei é que não há problemas de segurança alimentar. Não falamos em escândalo sanitário. Mas é um escândalo. A justiça deve punir severamente os responsáveis deste engano ou fraude”.

O escândalo rebentou no Reino Unido. Mas, segundo as autoridades francesa, a carne é originária da Roménia. Foi transacionada por empresas holandesas e cipriotas, antes de chegar ao fornecedor francês e de ter sido cozinhada numa fábrica no Luxemburgo.

A Roménia já rejeitou qualquer responsabilidade.

O governo diz ter inspecionado os dois matadouros envolvidos e garante que “nenhuma fraude foi cometida pelas empresas romenas ou no território romeno”. Mas o primeiro-ministro Victor Ponta contra-ataca: “Esta tendência de atirar a responsabilidade o mais longe possível, eventualmente, a novos Estados membros da União Europeia, a países que não são fortes em relações públicas, põe-me furioso”.

A marca sueca Findus já apresentou queixa contra terceiros e vai processar o fornecedor francês, prevendo-se iniciativas semelhantes na vasta cadeia de intermediários posta em evidência pelo escândalo.