Última hora

Última hora

Mali: islamitas lançam ações de guerrilha urbana em Gao

Em leitura:

Mali: islamitas lançam ações de guerrilha urbana em Gao

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade malinesa de Gao foi palco este domingo do primeiro ataque de guerrilha urbana na localidade, desde a tomada das forças franco-malinesas.

Um grupo de várias dezenas de combatentes do grupo islamita-tuaregue MUJAO (Movimento para a unicidade e Jihad na África Ocidental) atacou a esquadra central da cidade e antigo comando da polícia islâmica dos combatentes.

Trata-se do terceiro ataque do género num fim de semana marcado por dois atentados contra as forças malinesas, um dos quais levado a cabo por um suicida.

O Mujao reivindicou os ataques num comunicado em que afirma que “os combates vão prosseguir até à vitória. Os mujaidines (combatentes islâmicos) estão em Gao e vão permanecer na cidade”.

Uma instabilidade que ameaça a operação francesa no terreno, quando Paris quer retirar as suas tropas antes de Março.

O ministro dos Negócios estrangeiros francês Laurent Fabius reconheceu esta noite que a situação ainda não está sob controlo em Gao, rejeitando no entanto a possibilidade do conflito se arrastar.

Depois de terem retomado a maioria das cidades no Norte do Mali, as tropas francesas e malinesas tentam agora atingir o bastião dos islamitas, na zona montanhosa de Kidal.

Os três grupos armados (AQMI, MUJAO, Ansar-Dine), com ligações à Al-Qaida, afirmaram já que pretendem resistir aos avanços das tropas ocidentais no país.