Última hora

Última hora

Católicos despedem-se de Bento XVI a pensar no sucessor

Em leitura:

Católicos despedem-se de Bento XVI a pensar no sucessor

Tamanho do texto Aa Aa

Uma vigília no Vaticano em jeito de despedida do pontificado de Bento XVI.

Um grupo autodenominado “Papa Boys” cantou, esta noite, na praça de São Pedro, em honra do primeiro papa demissionário desde a idade média.

Uma manifestação espontânea repetida em várias capitais europeias, como em Paris, onde dezenas de fiéis participaram numa vigília em memória de um papa que não conseguiu igualar o carisma do seu antecessor.

“Era alguém muito diferente de João Paulo II, que foi bastante carismático. Mas Bento XVI dizia a verdade, era uma pessoa bastante simples, tinha uma simplicidade que nos tocava profundamente”.

No Médio Oriente, dividido entre os gestos de reconciliação do papa e as declarações inflamadas sobre a religião muçulmana, os cristãos da região interrogam-se já sobre o perfil do próximo sumo pontífice.

Em Belém, um habitante afirma: “como cristão palestiniano, espero e rezo para que o próximo papa esteja mais implicado e preocupado com o fim da ocupação do território palestiniano”.

Bento XVI deverá passar os últimos dias do seu pontificado na residência de férias do papa, nos arredores de Roma, antes de mudar-se definitivamente para um convento de clausura na cidade, sem participar na eleição do seu sucessor.

O Vaticano afirmava, esta noite, que Bento XVI deverá pronunciar-se, esta quarta-feira durante uma cerimónia religiosa, em que poderá abordar pela primeira vez, em público, as razões da sua abdicação.