Última hora

Última hora

Sexo no menu do festival de Cinema de Berlim

Em leitura:

Sexo no menu do festival de Cinema de Berlim

Tamanho do texto Aa Aa

O ator britânico Steve Coogan e o realizador Michael Winterbottom juntam-se de novo para “The Look of Love”, um biopic sobre o editor de pornografia e empresário da noite Paul Raymond.

Conhecido como Rei da Porno, ou “Rei de Soho” depois de ter conquistado a área londrina onde o seu império se baseou, Paul Raymond começou a fazer fortuna em 1958 com a abertura da Raymond Revuebar, que se expandiu aos teatros e depois à imprensa na forma de revistas especializadas para um público masculino.

No seu clube atuaram os The Beatles, Peter Sellars e Frank Sinatra. Raymond era o homem mais rico do Reino Unido em 1992. Nesse ano a sua filha e herdeira, Debbie, morreu de uma overdose. Tinha 36 anos.

O filme estreou-se no festival fora de competição.

Com Amanda Seyfried e James Franco, “Lovelace” é um filme que explora o lado negro do sexo e da pornografia. Antes de Berlim, esteve no festival de Cinema de Sundance.

Linda Lovelace tornou-se num dos símbolos da revolução sexual nos anos 70. A sua história privada foi marcada por abusos domésticos.

O filme conta os abusos sofridos por Lovelace, infligidos pelo seu então marido Chuck Traynor, interpretado por Peter Sarsgaard, e conta como ela foi forçada a entrar no filme “Garganta Funda”, de 1972, que se tornou num dos mais consumidos filmes na América.

Traynor é apresentado no filme como um sadista de maneiras charmosas, que viola a sua mulher e, a dada altura, a vende a um grupo de cinco homens.

Ao abandonar o seu marido e a indústria da pornografia, Lovelace torna-se numa ativista contra a pornografia. Morre em 2002 depois de um acidente de viação, aos 53 anos.