Última hora

Última hora

Consumidores exigem maior vigilância depois de escândalo com carne de cavalo

Em leitura:

Consumidores exigem maior vigilância depois de escândalo com carne de cavalo

Tamanho do texto Aa Aa

A substituição da carne de vaca pela de cavalo em refeições ultracongeladas, detetada no Reino Unido e depois na França, tem um forte potencial para abalar a confiança dos consumidores.

Uma cliente de um supermercado em Bruxelas, na Bélgica, disse à euronews que “já não sabemos o que devemos comer, brincam com os consumidor e fornecem-lhe o que querem sem que estes se dêem conta”.

As autoridades públicas afirmam que se trata de um problema de etiquetagem e possível fraude, não havendo risco para a saúde porque a carne não está estragada, mas os consumidores exigem maior vigilância.

“É preciso enfrentar as grandes indústrias alimentares, há muito dinheiro em jogo e os políticos acabam por ceder e deixar passar as coisas em branco”, diz outro consumidor.

Uma falha que pode causar perdas económicas avultadas, de acordo com a Organização Europeia de Consumidores.

“Estamos em crise económica e há quem queira reduzir os custos nos sistemas de controlo, mas é um erro de cálculo a curto prazo. Estão a tentar ganhar um pouco mais de dinheiro, mas quando há um escândalo como este, a confiança do consumidor na indústria de alimentos entra em colapso e isso tem custos bem maiores do que manter um bom sistema de proteção”, explica
Monique Goyens.

A carne de cavalo é mais barata do que a carne de vaca e há suspeitas de pressões sobre veterinários para não denunciarem estas práticas durante os controlos nas fábricas.