Última hora

Última hora

Segurança máxima para o segundo aniversário da revolução Líbia

Em leitura:

Segurança máxima para o segundo aniversário da revolução Líbia

Tamanho do texto Aa Aa

O ministro dos Negócios Estrangeiros líbio, de visita à França, pediu ajuda aos seus aliados para controlar as fronteiras de seu país e impedir que rebeldes islamistas vindos do Mali provoquem
destabilização.

O governo de Tripoli anunciou que vai encerrar as fronteiras com a Tunísia e o Egito durante quatro dias, por ocasião das comemorações do aniversário da revolução que derrubou Muammar Kadhafi, como medida preventiva de segurança.

A medida entra em vigor a partir do dia amanhã e prolonga-se até ao dia 18 de fevereiro.

Há dois anos que o actual executivo tenta impor a segurança após a guerra civil que derrubou o regimei, teme que combatentes ligados a Al Qaeda possam buscar refúgio no deserto Líbio.

A França reuniu delegações de Estados Unidos, Grã-Bretanha, países árabes, ONU e União Europeia para discutir maneiras de estabilizar a Líbia e a produção de petróleo.