Última hora

Última hora

Zona Euro: Recessão agravou-se

Em leitura:

Zona Euro: Recessão agravou-se

Tamanho do texto Aa Aa

A economia da zona euro afundou-se na recessão no final de 2012. A contração do PIB da união monetária no quarto trimestre revelou-se superior ao previsto pelos analistas, devido à contração também acima do esperado das três grandes economias: Alemanha, França e Itália.

Segundo o Eurostat, no quarto trimestre, a economia da zona euro contraiu 0,6% face ao trimestre precedente. Trata-se do pior desempenho trimestral desde o início de 2009 e coloca a contração, do conjunto do ano, em meio ponto percentual.

Peter Dixon, economista do Commerzbank, defende que se “os dados do quarto trimestre são negativos, à medida que avançarmos, teremos sinais de estabilização no primeiro semestre de 2013. Não significa que os números serão grandes e positivos. Talvez sejam nulos ou ligeiramente negativos no primeiro trimestre e nulos ou positivos no segundo”.

A situação foi particularmente difícil no sul da Europa. Em Portugal, no quarto trimestre, o PIB recuou 1,8%, o dobro do trimestre precedente. Em comparação com o ano anterior, a queda é de 3,8%. Pior só a Grécia.

Alguns sinais de retoma na zona euro já existem. A subida da produção industrial em dezembro é um deles. O Banco Central Europeu espera uma retoma gradual ao longo do ano, mas tudo vai depender, sobretudo, do desempenho da Alemanha e da cotação do euro.