Última hora

Em leitura:

Barão alemão vai dirigir banco do Vaticano


Vaticano

Barão alemão vai dirigir banco do Vaticano

O banco do Vaticano vai ser dirigido pelo barão Ernst von Freyberg. O industrial, advogado e aristocrata alemão, membro da Ordem de Malta, foi escolhido entre quarenta candidatos para comandar os destinos de uma das mais secretas instituições financeiras do mundo.

Freyberg sucede ao italiano Ettore Gotti Tedeschi, demitido em Maio. A mudança de liderança surge num momento em que a Justiça italiana continua a investigar suspeitas de lavagem de dinheiro através da instituição.

O padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, explicou que o Papa “seguiu de perto todo o processo de seleção que conduziu à escolha do novo presidente [do banco do Vaticano] e exprimiu a total aprovação acerca de nomeação feita pela Comissão de Cardeais”.

Freyberg é o presidente dos estaleiros navais Blohm+Voss, com base em Hamburgo, e membro dos conselhos de administração de várias outras empresas. Lombardi precisou que o aristocrata irá demitir-se nas próximas semanas das funções que ocupa para se dedicar “exclusivamente” ao banco do Vaticano.

A designação de Freyberg para o cargo deverá constituir a última nomeação importante do pontificado de Bento XVI, antes da demissão do Papa entrar em efeito, a 28 de Fevereiro.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Asteróide passa perto da Terra