Última hora

Última hora

Greve na Iberia: Primeiro dia marcado por confrontos

Em leitura:

Greve na Iberia: Primeiro dia marcado por confrontos

Tamanho do texto Aa Aa

Em Espanha, a greve na Iberia começou com confrontos entre os trabalhadores e a polícia. Os funcionários da companhia aérea forçaram a entrada no aeroporto de Barajas, em Madrid, mas foram impedidos pelas forças de segurança.

Para além dos confrontos, este primeiro dia greve já provocou o cancelamento de centenas de voos.
Os sindicatos garantem que a adesão é de 100% dos trabalhadores companhia aérea.

Os trabalhadores contestam o plano de reestruturação da empresa que prevê quase 4 mil despedimentos. Miguel Angel Jiménez, da Associação Sindical Espanhola dos Técnicos de Manutenção Aéronautica explica que “o governo tem 15% da empresa e se permitem o desmantelamento da companhia em benefício dos ingleses, os trabalhadores vão lutar contra este ataque ao turismo espanhol.”

Ana Pastor, Ministra dos Transportes espanhola, lembra que “os serviços mínimos estão a ser cumpridos mas queremos pedir às duas partes deste conflito que cheguem a um acordo o mais rápido possível porque o nosso país está a sofrer uma crise profunda”

Mas se nada mudar entretanto, este é só o primeiro de cinco dias de greve e para março já estão convocados mais 10 dias de paralisação.
E o alvo dos protestos tem sido também a British Airways, que se juntou à companhia espanhola e formou, em 2011, a International Airlines Group. Mas os resultados não têm sido positvos: só nos primeiros 9 meses de 2012 tiveram prejuízo de 262 milhões de euros