Última hora

Última hora

"Cardeal Mahoney, fica em casa"

Em leitura:

"Cardeal Mahoney, fica em casa"

Tamanho do texto Aa Aa

“Cardeal Mahony, fica em casa”, é a recomendação de uma associação católica norte-americana que não quer ver o cardeal, suspeito de encobrimento num escândalo de pedofilia, participar no conclave que irá eleger o sucessor de Bento XVI.

Antes do conclave para eleger o novo papa, Mahony regressa a tribunal, no dia 23, para testemunhar pela primeira vez depois da igreja ter divulgado, por ordem da justiça, cerca de 12 mil páginas de documentos confidenciais sobre 120 padres, acusados de abusos sexuais sobre menores nos anos 80.

É a descida aos infernos para Mahoney “Hollywood”, como era apelidado por João Paulo II, dado o protagonismo mediático do cardeal. Os documentos publicados pela imprensa aparentam demonstrar tentativas para impedir que os padres pedófilos caíssem nas mãos da polícia. Mahony foi entretanto suspenso das funções que desempenhava na arquidiocese, mas pode ir ao conclave.

O cardeal Roger Mahony era arcebispo de Los Angeles quando, em 2007, a maior arquidiocese dos Estados Unidos aceitou pagar 660 milhões de dólares de indemnização a alegadas vítimas de pedofilia.