Última hora

Última hora

Roubo de diamantes põe em causa segurança do aeroporto de Bruxelas

Em leitura:

Roubo de diamantes põe em causa segurança do aeroporto de Bruxelas

Roubo de diamantes põe em causa segurança do aeroporto de Bruxelas
Tamanho do texto Aa Aa

Foi um golpe de mestre que constituiu um rude golpe para o comércio de diamantes na região de Antuérpia, na Bélgica.

Esta não é a primeira vez que a pista do aeroporto de Bruxelas é palco de um assalto milionário. Por exemplo, a 31 de outubro de 2000, foram roubados diamantes no valor de 6,5 milhões de euros. Desta vez, o valor ascende a 37 milhões de euros, de acordo com o Centro Mundial de Diamantes de Antuérpia.

A porta-voz do centro, Caroline De Wolf, explicou à euronews que o que mais a surpreende e preocupa é que “oito homens armados tenham tido acesso à pista, alegando que trabalha com o aeroporto de Bruxelas porque o nível de segurança é geralmente bastante elevado”. Por outro lado, admitiu que “a procura de diamantes é muito elevada e que há uma grande probabilidade de não serem recuperados”.

Antuérpia é considerada a capital dos diamantes, onde mais de 80% da produção mundial é lapidada, transformada em jóias e comercializada. Em 2003, um centro de diamantes foi assaltado e o roubo avaliado em cem milhões de euros.

É o que relembra o correspondente em Bruxelas, James Franey: “Há uma década, um grupo assaltou este centro de diamantes atrás de mim, contando com a ajuda do interior. O chefe da quadrilha era um funcionário daqui. Muitos comerciantes do bairro de diamantes de Antuérpia dizem que o assalto de Bruxelas foi feito de forma tão minuciosa que pode, também, ter havido ajuda de um inflitrado.”