Última hora

Última hora

Defesa de Pistorius rebate acusação de homicídio premeditado

Em leitura:

Defesa de Pistorius rebate acusação de homicídio premeditado

Tamanho do texto Aa Aa

Oscar Pistorius enfrenta o segundo dia de audiências. O campeão paralímpico está acusado de homicídio premeditado da namorada, no Dia de São Valentim.

No tribunal o investigador-chefe da polícia disse que uma testemunha teria ouvido uma discussão entre Reeva Steenkamp e Pistorius, seguida de tiros, gritos e mais tiros e que teria encontrado “esteroides”, “testosterona” e seringas no quarto do atleta. A defesa desacreditou a testemunha afirmou que eram apenas medicamentos.

À porta do tribunal, manifestantes protestaram contra a violência contra as mulheres, na África do Sul.

“Enquanto mulheres, é suposto dormirmos com armas debaixo das nossas almofadas, caso confundamos o nosso amado com um assaltante e o matemos? Talvez os homens venham aqui e vejam… Quantas lágrimas têm as mulher de chorar antes que algo seja feito?, questiona uma manifestante.

Oscar Pistorius afirmou que o homicídio da namorada deveu-se a um acidente. O atleta disse que confundiu a namorada com um assaltante.

O fatídico homicídio ocorreu na casa de Pistorius, num condomínio de luxo nos arredores de Pretória.

A mais de mil quilómetros da capital administrativa, o funeral de Reeva Steenkamp realizou-se terça-feira, em Port Elizabeth.

O corpo da modelo foi cremado numa cerimónia privada.