Última hora

Última hora

Protestos na Arménia denunciam fraude eleitoral

Em leitura:

Protestos na Arménia denunciam fraude eleitoral

Tamanho do texto Aa Aa

Acusações de fraude levam os apoiantes de Raffi Hovanessian à rua para protestar contra os resultados das eleições preliminares na Arménia.

O atual presidente Serge Sarkisian obteve quase 59 por cento dos votos, o que o poupou a uma segunda volta, no escrutínio da passada terça-feira, mas Hovanessian, arménio nascido nos Estados Unidos, que obteve 37 por cento dos votos, protesta contra os resultados.

“A Arménia merece o estado de Direito, a Democracia, a aplicação do Direito Constitucional a todos, a começar pelo presidente, o povo arménio tem de juntar-se e reclamar o seu destino, a sua soberania, os nossos interesses nacionais e o nosso futuro enquanto cidadãos da Arménia”, afirmou Hovanessian.

O candidato, que se declara o genuino vencedor das eleições, foi primeiro ministro arménio dos Negócios Estrangeiros depois do colapso, em 1991, da União Soviética. O protesto, pacífico, juntou entre duas e três mil pessoas.