Última hora

Última hora

Grécia "está à beira de uma explosão social"

Em leitura:

Grécia "está à beira de uma explosão social"

Tamanho do texto Aa Aa

A primeira greve geral do ano na Grécia trouxe um mar de gente para rua em nova demonstração contra a austeridade.

Mergulhada na recessão pelo sexto ano consecutivo e com o desemprego em níveis recorde, a Grécia “está à beira de uma explosão social”, segundo os sindicatos para quem o protesto serve para “responder às políticas contra o crescimento que empobreceram a sociedade e provocaram a crise da economia”.

“Enquanto lutarmos, há esperança no futuro. Se não resistirmos, não teremos futuro”, foi uma ideia repetida por muitos dos manifestantes que desceram às ruas das principais cidades.

A troika deve regressar em breve para mais uma avaliação a um país onde o produto interno bruto caiu perto de 25% nos últimos seis anos.

As pessoas dizem que “o dinheiro não chega para pagar as despesas” e já não sabem mais o que podem fazer senão protestar, porque “o nível de vida baixou de tal forma que já não é possível sobreviver”.

A greve geral afetou essencialmente os transportes.

Foram registados alguns incidentes entre manifestantes e forças de segurança já no final do protesto.