Última hora

Última hora

Grupo Borletti e Qatar negociam compra do francês Le Printemps

Em leitura:

Grupo Borletti e Qatar negociam compra do francês Le Printemps

Tamanho do texto Aa Aa

É um mais símbolo de Paris que vai parar às mãos do Qatar. O grupo italiano Borletti e investidores do Qatar estão a negociar a compra do grupo Le Printemps, cuja loja Hausmann em Paris é local de visita obrigatória para turistas e amantes de bens de luxo.

O grupo Le Printemps tem 16 lojas em França e está avaliado em dois mil milhões de euros.

O grupo Borletti já detém 30% do capital do Le Printemps, mas quer o resto nas mãos do fundo imobiliário da Deutsche Bank, o Rreef. Para isso associou-se à família real do Qatar, que através de diversos fundos de investimento tem multiplicado as aquisições no estrangeiro.

Desde 2005, graças ao dinheiro das enormes reservas de gás e à crise na Europa, estima-se que o emirado terá comprado ativos que ascendem a 135 mil milhões de dólares.

Da lista constam o clube de futebol francês Paris-Saint Germain, a famosa loja britânica Harrods e uma participação no aeroporto londrino de Heathrow.

O investimento abrange os mais diversos setores, desde os media, à indústria ou ao setor imobiliário. Mas é conhecido sobretudo o apetite do Qatar pelo setor do luxo. O Qatar comprou a casa Valentino, no ano passado por 700 milhões de euros, e é um dos acionistas do grupo LVMH, número um mundial do luxo.