Última hora

Última hora

Yordanov devolve medalha olímpica em forma de protesto contra o COI

Em leitura:

Yordanov devolve medalha olímpica em forma de protesto contra o COI

Tamanho do texto Aa Aa

Indignação é a palavra de ordem entre os lutadores pela proposta do Comité Olímpico Internacional de extinguir a luta livre e a luta greco romana dos Jogos Olímpicos a partir de 2020. O búlgaro Valentim Yordanov, heptacampeão mundial e campeão olímpico da modalidade, devolveu a medalha de ouro conquistada nos Jogos Olímpicos de Atalanta em 1996 como protesto pela decisão do organismo com sede em Lausana.

“Eu decidi devolver a minha medalha olímpica porque eu quero apoiar os milhões de lutadores em todo o mundo e os milhões de crianças que amam este desporto e têm o sonho de se tornarem campeãs olímpicas um dia”, lembrou o heptacampeão europeu.

A luta integrou os Jogos Olímpicos da antiguidade em Olímpia e fez parte de todas as edições da era moderna. Agora foi excluída das 25 modalidades essenciais e terá de concorrer com outras oito desportos – como squash e beisebol – para poder participar nos Jogos Olímpicos.