Última hora

Última hora

Escudo anti-míssil às portas da Síria é "puramente defensivo"

Em leitura:

Escudo anti-míssil às portas da Síria é "puramente defensivo"

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros da defesa alemão e holandês deslocaram-se este sábado à Turquia, para garantir, uma vez mais, que o escudo anti-míssil da NATO, instalado no sul do país, é apenas defensivo.

A visita ocorre depois de Berlim e Haia, em conjunto com Washington, terem mobilizado vários mísseis de interceção Patriot e cerca de 400 militares para a fronteira entre a Turquia e a Síria.

Um gesto considerado como “uma provocação”, por Damasco.

A ministra da defesa holandesa, Jeanine Hennis-Plasschaert, sublinhou que operação conjunta tem por objetivo, “proteger o território e o povo turco. Não sabemos se a Síria pretende avançar sobre esta fronteira da NATO, mas a razão da nossa presença é de diminuir o risco de uma escalada da violência e isso tem de ser uma evidência para todos”.

O sistema anti-míssil, composto por seis baterias anti-míssil americanas, holandesas e alemãs, tem por objetivo prevenir eventuais ataques vindos do território sírio, como o que provocou várias vítimas turcas, em outubro do ano passado.