Última hora

Última hora

Itália: Eleições legislativas cruciais para o futuro da zona euro

Em leitura:

Itália: Eleições legislativas cruciais para o futuro da zona euro

Tamanho do texto Aa Aa

Os italianos começam a votar este domingo numas eleições legislativas vistas como cruciais para o futuro da zona euro.

O escrutínio é acompanhado de muito perto pelos mercados, nervosos em relação à capacidade da Itália ser capaz de formar um governo forte que a faça sair da pior crise dos últimos 20 anos. As assembleias de voto vão estar abertas até segunda-feira às 14h, hora de Lisboa.

A esquerda, composta pelo Partido Democrático de Pier Luigi Bersani e pelo SEL, deverá ser a grande vencedora das eleições, com cerca de 35% dos sufrágios. Trata-se de mais 5% do que as intenções de voto atribuídas à aliança de direita que reúne o Povo da Liberdade de Silvio Berlusconi e a Liga Norte, extremamente influente nas regiões do norte do país.

Creditado com 16% dos votos nas últimas sondagens, Beppe Grillo juntou meio milhão de pessoas no último comício organizado no centro de Roma e o Movimento Cinco Estrelas, que fundou, deverá tornar-se na terceira força política italiana.

Os mercados duvidam da capacidade de Bersani em formar um governo estável que prossiga com as reformas instauradas por Mario Monti. O primeiro-ministro cessante surge na quarta posição e poderá ser o elemento chave do futuro governo italiano.