Última hora

Última hora

Cardeal escocês acusado de conduta imprópria

Em leitura:

Cardeal escocês acusado de conduta imprópria

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe da igreja católica na Escócia nega as acusações feitas por três padres e um ex-religioso de conduta imprópria há 30 anos. As queixas contra o cardeal Keith O’Brien de 74 anos foram apresentadas ao núncio apostólico da Grã-Bretanha e transmitidas a Roma uma semana antes do papa Bento XVI ter renunciado.

Um dos padres afirma que foi vítima de atenção não desejada por parte do cardeal. Outro garante que O’Brien aproveitava as orações noturnas para ter contactos impróprios.

Alguns fieis em Edinburgo estão pouco preocupados. “Nós confiamos na igreja para ter as decisões corretas. Sabe, eles são bons líderes e vão sair-se bem. Qualquer que seja o destino, ele será alcançado”, diz uma senhora.
“Bom, penso que eles vão ter que responder às questões, tal como toda a igreja católica via ter que enfrentar muitas questões sobre o passado recente”, diz outra.

Os queixosos pedem a renúncia do cardeal mas temem que as acusações não sejam examinadas com a devida atenção, caso O’brian seja autorizado a viajar a Roma para para participar no conclave.

Bento XVI realizou, este domingo, a última oração pública como chefe da Igreja Católica A oração do Angelus encheu a praça de São Pedro.