Última hora

Última hora

Itália elege a ingovernabilidade

Em leitura:

Itália elege a ingovernabilidade

Tamanho do texto Aa Aa

O resultado das eleições italianas confirma as piores previsões, um país dividido entre Bersani e Berlusconi e sem uma maioria clara para nenhuma das coligações adversárias.

Segundo os resultados, ainda provisórios, o centro-esquerda de Bersani deverá vencer no parlamento, enquanto a coligação de centro-direita de Berlusconi e da Liga do Norte deverá arrecadar o maior número de assentos no Senado.

Uma situação de bloqueio institucional que está longe da estabilidade política exigida por Bruxelas e pelos mercados depois de quase um ano e meio de governo tecnocrático de Mario Monti, o grande derrotado do escrutínio.

O movimento populista do humorista Beppe Grillo, que não se apresenta em coligação, torna-se assim no partido mais votado no país, chegando em terceiro lugar no escrutínio.

Grillo que rejeita qualquer aliança com os adversários afirmou, com ironia, que a única solução para formar um governo passa por uma aliança entre Berlusconi e Bersani.