Última hora

Última hora

Bersani: "Ou vão para casa ou definem o que pretendem"

Em leitura:

Bersani: "Ou vão para casa ou definem o que pretendem"

Tamanho do texto Aa Aa

A Itália vive “uma situação dramática”, reconheceu Pier Luigi Bersani, no seu primeiro discurso depois do anúncio dos resultados oficiais das eleições parlamentares. O líder da coligação de centro-esquerda que venceu, em termos absolutos, o escrutínio, não escondeu a desilusão pela estreitíssima vitória em relação à aliança de Silvio Berlusconi. No entanto, salientou estar preparado para propôr um plano de reformas institucionais ao parlamento, na medida em que a maior parte dos eleitores lhe depositou a sua confiança.

Neste sentido, Bersani declarou não querer debater, neste momento, “a questão das alianças. Primeiro, é preciso apresentar mudanças e depois, quem pretender, deve assumir as suas responsabilidades perante o parlamento e o país. Desconheço o que vão fazer o Povo da Liberdade, de Berlusconi, e o Movimento Cinco Estrelas, de Beppe Grillo. Agora fazem parte do hemiciclo. Ou vão para casa ou definem precisamente o que pretendem para este país, que é também o país deles e dos seus filhos.”

A distribuição de mandatos no Senado provocou um impasse político, face à inexistência de uma maioria absoluta, sendo que a coligação de Berlusconi arrecadou mais assentos do que o centro-esquerda.