Última hora

Última hora

Exército sírio acusado de disparar mísseis sobre civis em Aleppo

Em leitura:

Exército sírio acusado de disparar mísseis sobre civis em Aleppo

Tamanho do texto Aa Aa

O regime sírio poderá estar a mudar de estratégia em Aleppo, depois dos rebeldes, que controlam a maior parte da cidade, terem abatido vários aviões e helicópteros na região.

Segundo a Human Rights Watch (HRW), o exército teria bombardeado várias zonas do norte do país com mísseis balísticos.

A organização humanitária afirma que pelo menos 141 pessoas, metade das quais crianças, teriam morrido depois de quatro mísseis terem atingido a região de Aleppo na semana passada, visando, aparentemente, zonas civis.

Para Philippe Bolopion, um responsável da HRW junto da ONU, “não temos qualquer indicação da existência de nenhum alvo militar legítimo nesta área. Ou o governo está a atacar civis de forma deliberada ou no mínimo, está agir com total desrespeito pelas vidas da sua população civil”.

O ministro da Informação sírio, Omran al-Zoabi, tinha negado, no domingo, qualquer recurso a mísseis “scud” por parte do exército. A mudança de estratégia militar ocorre num momento em que o número de refugiados do conflito supera as 900 mil pessoas.

Segundo a ONU, só no último mês, cerca 150 mil pessoas terão fugido do país.