Última hora

Última hora

Banca: britânicos contestam limites a bonús

Em leitura:

Banca: britânicos contestam limites a bonús

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia quer limitar os bónus pagos aos banqueiros.

A adoção de regras mais rígidas para o sistema financeiro foi aprovada pelos representes dos 27 em Bruxelas. A aplicação está prevista para o próximo ano.

Os britânicos consideram, no entanto, que algumas das novas regras são contraproducentes:

“As estrelas do desporto fazem muito mais dinheiro e não existe qualquer limite em relação a esse montante. Por isso, não me parece boa ideia definir um limite máximo para os banqueiros” refere um homem.

Outro acrescenta: “é anticapitalista e não concordo. Porque se um houver um merceeiro a fazer bem o trabalho, ou seja, a vender bem e a ter lucro ninguém lhe vai dizer que está a fazer muito dinheiro e que é preciso estabelecer um limite. Portanto, quando um banqueiro faz bem o trabalho merece ficar com o dinheiro.”

Com este acordo a banca fica impedida de pagar bónus que ultrapassem o valor de um salário. Outra das regras definidas para os 27 Estados-membros prende-se o estabelecimento de uma fasquia mais rigorosa em termos de liquidez

“Pela primeira vez na história do setor bancário estão previstas regras de liquidez. Posso dizer que se estas regras existissem há cinco ou seis anos não teríamos provavelmente conhecido o caso Lehmann Brothers” afirma Michel Barnier, Comissário Europeu responsável pelo Mercado Interno e Serviços.

As novas regras prometem facilitar o acesso ao crédito da classe média, uma das mais afetadas com a crise da dívida na Europa.