Última hora

Última hora

Fundação financia missão tripulada a Marte

Em leitura:

Fundação financia missão tripulada a Marte

Tamanho do texto Aa Aa

Um multimilionário norte-americano anunciou que vai financiar os custos iniciais de uma missão tripulada ao planeta vermelho.

O fundador do projeto, Dennis Tito, afirma estar à procura de um casal para a viagem que poderá durar cerca de 500 dias.

“Temos financiamento disponível para dois anos mas devemos ser capazes de obter os fundos necessários para completar a missão. Trata-se de um enorme desafio mas que é possível cumprir, vamos avançar a experiência e conhecimento humano. Chegou a altura”, afirmou Dennis Tito, presidente da fundação Inspiration Mars.

Em 2001, Dennis Tito pagou 20 milhões de dólares por uma viagem à Estação Espacial Internacional. Segundo os cálculos, a viagem a Marte deverá ter início no início de janeiro de 2018 tirando partido de um raro alinhamento entre planetas que encurtaria a distância entre a Terra e Marte.

“Será uma viagem muito longa. O casal viverá numa espécie de caravana que percorrerá uma distância equivalente a 32 mil órbitas à Terra e que durará mais de ano e meio. O espaço é pequeno mas terá tudo o que é necessário” adianta Jane Poynter, presidente da Paragon Space Development Corporation.

O chefe da missão afirma que a viagem deverá custar o mesmo que as missões robóticas a Marte, ou seja, entre um a 2 mil milhões de euros.

A nave não necessitaria de um sistema de propulsão particularmente avançado pois tiraria partido das forças gravitacionais entre a Terra e Marte.