Última hora

Última hora

A última luta de Chávez

Em leitura:

A última luta de Chávez

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente venezuelano Hugo Chávez está a “lutar pela vida”, segundo o número dois do governo venezuelano, que voltou a afirmar que o executivo está “em alerta”, contra qualquer tentativa para derrubar o regime.

As afirmações do vice-presidente Nicolas Maduro são proferidas num momento em que a única aparição de Chávez, em três meses de hospitalização em Cuba, se resume a uma fotografia com as filhas.

“O nosso comandante está doente pois deu a vida por aqueles que não têm nada. Essa é a verdade. Está a lutar pela vida, pela saúde e nós estamos aqui a apoiar essa luta”, afirmou Maduro em Caracas.

A diplomacia venezuela desmentiu hoje novos rumores sobre a alegada morte de Chávez, hospitalizado desde dezembro em Cuba para tratar um cancro, alegadamente em fase terminal.

Vários magistrados venezuelanos apresentaram, nos últimos dias, uma petição junto do supremo tribunal para pedir a nomeação de uma junta médica para averiguar a capacidade de Chavez para poder continuar a governar.

Desde a hospitalização, o mediático presidente não voltou a surgir na televisão. Oitenta dias de um “presidente invisível” que, em Caracas, aumentam os apelos da oposição para a convocação de eleições antecipadas.

Mais de metade dos venezuelanos acredita ainda que Chávez poderá recuperar e regressar ao poder no país, enquanto 46% reconhecem que o chefe de estado não está em capacidade de tomar decisões, segundo uma sondagem publicada hoje pelo jornal venezuelano El Universal.