Última hora

Última hora

Kerry quer aproximar Turquia e Israel

Em leitura:

Kerry quer aproximar Turquia e Israel

Tamanho do texto Aa Aa

John Kerry tentou amenizar as relações com a Turquia e incitou o país a dialogar com Israel, depois das declarações do primeiro-ministro Recep Tayyp Erdoğan, que disse que o sionismo era um crime contra a humanidade. O tema acabou por dominar o encontro entre o secretário de Estado americano com o governo turco, um encontro com o objetivo de discutir o problema sírio.

“Com certeza que não só discordamos, como achamos condenável. Dito isto, tanto a Turquia como Israel são aliados vitais dos Estados Unidos e queremos vê-los trabalhar juntos e dar passos concretos para mudar esta relação”, disse Kerry.

“Como país, nunca expressámos qualquer tipo de hostilidade em relação a outra nação ou país. Se há algum ato hostil que merece ser referido, é a morte de nove turcos em águas internacionais, sem que tenham violado qualquer acordo internacional. Este foi um ato hostil cometido por Israel”, respondeu o chefe da diplomacia turca, Ahmet Davutoğlu, referindo-se ao ataque, há três anos, das tropas israelitas contra a frota de ajuda a Gaza.

As declarações polémicas de Erdoğan sobre Israel foram feitas esta semana, em Viena, num encontro das Nações Unidas.