Última hora

Última hora

Multidões deslocam-se agora para Castel Gandolfo

Em leitura:

Multidões deslocam-se agora para Castel Gandolfo

Tamanho do texto Aa Aa

Castel Gandolf, 30 quilómetros a sul de Roma – é aqui que Bento XVI vai descansar durante as próximas semanas.

Vai descansar, mas não tanto, quanto desejava. As multidões começaram a deslocar-se da Praça de S. Pedro para aqui, na esperança de ouvirem o Papa.

Uma religiosa italiana confessou à euronews a sua comoção:

“Sinto-me tão emocionada, tão perto do Papa e feliz, porque ele está feliz de estar aqui. Mas… eu estou tão comovida”

Liam Boyle, um padre irlandês, também não resistiu à tentação e diz que tudo isto é uma oportunidade, para entender a Igreja:

“A confusão, em torno da abdicação, renúncia, causou uma certa perplexidade e tristeza. Isso é doloroso, mas nós podemos quebrar essas barreiras e, dessa forma, aprender o que a Igreja realmente significa, o que representa a pessoa do Papa. Isto, de uma forma nova e muito fresca”.

Outro padre, este mexicano, acredita que estão a soprar tempos novos:

“Acredito que uma nova era está a chegar, como se lê na Sagrada Escritura. Coisas novas estão a chegar. Não sei, mas certamente estamos agora a respirar ar fresco. É um sinal de confiança e de esperança”.

Castel Gandolfo é agora um lugar de perigrinação. Só aqui será possível ver, ouvir e receber a benção papal.

E poucos se aperceberam que o pontificado de Bento XVI já chegou ao fim.

Alberto De Filippis, enviado da euronews testemunhou o último ato, do pontificado:

“O Papa chegou de helicóptero, acompanhado pelo som de centenas de sinos, vindo de Roma, para Castel Gandolfo, sua nova casa, por algumas semanas. A última saudação ao povo reunido aqui foi o ato final do pontificado de Bento XVI.