Última hora

Última hora

WikiLeaks: Soldado Bradley Manning admitiu ter enviado informação classificada para o site

Em leitura:

WikiLeaks: Soldado Bradley Manning admitiu ter enviado informação classificada para o site

Tamanho do texto Aa Aa

O soldado norte-americano Bradley Manning admitiu ter enviado informação classificada para o site “Wikileaks” com o objetivo de mostrar os abusos e o “desprezo pela vida” com que alguns militares atuavam no Iraque e no Afeganistão.

O delegado do Ministério Público disse que o Governo irá apresentar provas de que membros da Al-Qaida, incluindo Osama bin Laden, tiveram acesso a documentos militares e do Departamento de Estado que Manning terá alegadamente facultado ao WikiLeaks.

Caso seja considerado culpado das 22 acusações que lhe são imputadas, Manning poderá ser condenado a prisão perpétua.

Contudo, em troca de uma pena reduzida, Manning propôs declarar-se culpado de 10 acusações menores relacionadas com a entrega de determinados documentos ao WikiLeaks e outros delitos informáticos.