Última hora

Em leitura:

EUA: Barack Obama responsabiliza republicanos pelos cortes automáticos no orçamento do governo federal


EUA

EUA: Barack Obama responsabiliza republicanos pelos cortes automáticos no orçamento do governo federal

Os cortes automáticos no orçamento do governo federal dos Estados Unidos entraram formalmente em vigor na sexta-feira com a assinatura de um decreto por Barack Obama.

O presidente foi obrigado por lei a declarar o corte na despesa pública de 85 mil milhões de dólares, depois de democratas e republicanos não terem chegado a um acordo.

“Nada disto era necessário. Foi a escolha dos republicanos no Congresso. Deixaram que os cortes fossem feitos porque recusam-se a mudar de opinião para tapar um único buraco que ajude a reduzir o défice”, sublinhou Obama.

Os cortes serão feitos ao longo dos sete meses que faltam para o fim do ano orçamental a 30 de setembro.

“ É ridículo que o Congresso e o Presidente não se entendam. É frequente passarmos por isto e não é justo para povo”, disse uma idosa.

“Isto não aconteceu já algumas vezes? Tenho a sensação de que não se faz nada. Não sei. É um pouco ridículo”, afirmou uma jovem.

Os cortes vão afetar a área de Defesa, mas também os serviços públicos nos aeroportos, a vigilância nas fronteiras e um amplo conjunto de serviços sociais, nas áreas da educação e assistência.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Ambiente de mal-estar na visita de John Kerry à Turquia