Última hora

Última hora

Eurogrupo discute se dá mais tempo a Portugal e Irlanda

Em leitura:

Eurogrupo discute se dá mais tempo a Portugal e Irlanda

Tamanho do texto Aa Aa

O alargamento dos prazos de pagamento dos resgates financeiros português e irlandês está a ser discutido pelos ministros das finanças da moeda única.
O Eurogrupo está reunido em Bruxelas para uma primeira análise dos pedidos que só agora estão a ser formalizados. Portugal deve pedir também mais um ano para reduzir o défice e cumprir as metas comunitárias.

À entrada para o encontro, o ministro das finanças Irlandês, Michael Noonan, explicou que “se Portugal avançar, certamente vamos apoiar o pedido, seguindo o exemplo. De qualquer forma, parece-me positivo que já se esteja a discutir o assunto nesta reunião. Mas não acredito que deste encontro saia uma proposta para a Irlanda e Portugal.”

De qualquer forma, um possível alargamento de prazos também deve ser analisado pelos ministros europeus que estão fora da zona euro.

Na reunião desta segunda-feira está também a ser debatida a instabilidade política em Itália e os possíveis efeitos na economia do país e da zona euro.
A ministra austríaca, Maria Fekter, acredita que “a Itália deve encontrar a estabilidade, mas isso está nas mãos dos italianos, não nas nossas. Se o conseguirem, fico confiante.”

O pedido de ajuda financeira ao Chipre também vai ser analisado. A correspondente da euronews em Bruxelas, Isabel Marques da Silva, lembra que “com a eleição de um novo governo liberal no Chipre, na semana passada, o Eurogrupo está também as condições para aprovar o resgate financeiro daquele país. Os pontos mais difíceis são as medidas de combate ao branqueamento de capitais e a participação dos credores privados.”