Última hora

Última hora

Obras para destruir parte do Muro de Berlim suspensas

Em leitura:

Obras para destruir parte do Muro de Berlim suspensas

Tamanho do texto Aa Aa

O que resta do muro de Berlim vai continuar de pé pelo menos para já. Os trabalhos para destruir parte da cortina de ferro foram suspensos. A intenção de construir apartamentos de luxo no local levou para a rua milhares de pessoas. Esta segunda-feira, o promotor imobiliário veio a público dizer que está disponível para dialogar com os manifestantes que agradecem.

“Passar junto ao muro faz-nos lembrar o passado, quando a cidade de Berlim estava dividida. Nessa altura as pessoas do leste não podiam ver o rio. Por isso, penso que a destruição não faz sentido” afirma um homem.

O presidente da câmara que inicialmente deu luz verde ao projeto admite, agora, estar a estudar alternativas e não é o único.

“Vai haver uma discussão pública no fórum da cidade a 18 de março. Mas penso que a troca de ideias seria útil para evitar esta brecha no muro” refere Franz Schulz do partido Os Verdes em Kreuzberg-Friedrichshain.

O que restou do Muro de Berlim em 1989 é considerado um pedaço de história que muitos alemães querem manter viva como símbolo da divisão que se seguiu à II Guerra Mundial.