Última hora

Última hora

Quénia: seis polícias mortos antes da abertura das urnas

Em leitura:

Quénia: seis polícias mortos antes da abertura das urnas

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos seis polícias perderam a vida em confrontos nos arredores da cidade costeira de Mombaça, poucas horas antes da abertura das assembleias de voto para eleições gerais marcadas por um clima de tensão.

Segundo fontes dos serviços de segurança, os polícias terão sido emboscados por jovens que as autoridades suspeitam serem membros do Conselho Republicano de Mombaça, um grupo separatista local que tinha apelado ao boicote do escrutínio. Seis atacantes morreram durante os confrontos.

Abertas desde as 4 horas da manhã, hora de Lisboa, as urnas registaram uma forte afluência. Mais de 14 milhões de eleitores deverão depositar seis boletins, para eleger o presidente, deputados, senadores, governadores regionais, membros das assembleias departamentais e representantes femininas para o Parlamento nacional. O primeiro-ministro Raila Odinga, que votou em Nairobi, é o favorito para suceder ao presidente Mwai Kibaki.

No entanto, os analistas acreditam que não evitará uma segunda volta face ao principal rival, Uhuru Kenyatta. O vice-primeiro-ministro e ex-responsável das Finanças é acusado pela justiça internacional pelo suposto papel na organização da violência que sucedeu ao escrutínio do fim de 2007 e que se saldou em 1300 mortos e mais de 600 mil deslocados.