Última hora

Última hora

Resultados imprevisíveis no Quénia

Em leitura:

Resultados imprevisíveis no Quénia

Tamanho do texto Aa Aa

Um número recorde de eleitores votou nas eleições gerais no Quénia cujo desfecho parece para já imprevisível.

Marcado pela violência que causou 15 mortos entre grupos tribais de rivalidade histórica o escrutínio é também um teste para o país.

O atual vice-primeiro-ministro, Uhuru Kenyatta, 51 anos, é líder da tribo dominante kikuyu, e filho do presidente fundador, Jomo Kenyatta.

Quanto ao atual primeiro-ministro, Raila Odinga, 68 anos, é chefe da tribo dos luo e filho de Oginga Odinga, histórico rival de Jomo Kenyatta.

Ambos têm responsabilidade na violência que se seguiu às eleições de 2007 e que durou quatro meses, causando pelo menos 1.300 mortos e 300 mil
deslocados.

A comissão eleitoral tem uma conferência prevista para esta manhã logo que os resultados preliminares possam ser anunciados.