Última hora

Última hora

Passaporte biológico combate doping no ténis

Em leitura:

Passaporte biológico combate doping no ténis

Tamanho do texto Aa Aa

A Federação Internacional de Ténis (FIT) anunciou esta quinta-feira a entrada em vigor de um passaporte biológico para controlar os tenistas em competição. A medida surge ao abrigo do programa de luta antidoping no ténis e foi decidida por um grupo de trabalho que integrou representantes da FIT, dos circuitos de ténis masculino (ATP) e feminino (WTA) e ainda representantes dos quatro torneios do Grand Slam (Austrália, Estados Unidos, França e Wimbledon).

Depois do polémico caso espoletado no ano passado em torno do ciclista Lance Armstrong, alguns dos mais cotados tenistas da atualidade como o britânico Andy Murray ou o suíço Roger Federer apelaram ao aumento dos testes para evitar que as suspeitas de doping no desporto afetassem também o ténis.

O espanhol Rafael Nadal, por seu lado, defende que a luta antidoping no ténis deve ser processada mantendo o equilíbrio entre a “caça” aos batoteiros e o respeito pelos atletas. “Nem todos devem pagar por alguns pecadores”, disse recentemente Nadal.

A medida agora anunciada implicará um aumento anual dos testes de sangue aos tenistas somado ainda a mais controlos surpresa fora da competição. O passaporte biológico será uma forma de seguir a evolução dos resultados efetuados e reportar eventuais alterações que possam indiciar o recurso a doping.